Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

COMPRAS PELA INTERNET AUMENTAM DURANTE A PANDEMIA E PROCON ORIENTA CONSUMIDORES SOBRE GOLPES

Com a crise do novo coronavírus, muitas empresas tiveram que fechar as portas de suas lojas físicas, ficando dependentes somente das vendas realizadas de forma on-line.

Segundo dados da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABCOMM), durante a segunda quinzena do mês de maio, as vendas em e-commerce cresceram 56% em relação aos meses de março e abril.

Por conta desse aumento de vendas no comércio eletrônico, o diretor do Procon de Caraguatatuba, Aliex Moreira, comenta que a Fundação recebeu um volume maior de reclamações em relação à golpes em compras na internet. Entre elas, o diretor destaca falsos boletos enviados por e-mail, promoções com valores abaixo dos preços de mercados e sites falsos.

“As pessoas devem se atentar ao site. Se você receber um e-mail com uma promoção, não abra, a não ser que você tenha se cadastrado para receber promoções daquele estabelecimento. Mesmo assim, procure a oferta no site oficial da loja.”, alerta.

Além disso, o Procon recomenda que os consumidores nunca comprem por boletos. “Se você faz uma compra com cartão de crédito e, logo após, percebe que foi uma fraude, é possível solicitar à operadora o cancelamento da compra e o estorno do valor, já com o boleto isso não é possível.”

Como saber se o site é confiável?

Como forma de auxiliar os consumidores a identificar sites não confiáveis, o Procon criou, em 2011, uma lista eletrônica composta por fornecedores que tiveram reclamações registradas na instituição, foram notificados e não responderam ou não foram encontrados, impossibilitando qualquer tentativa de intermediação entre as partes ou abertura de processo administrativo. Também compõem essa lista, sites criados exclusivamente para enganar o consumidor.

Além da lista, existem outros sites, como o Reclame Aqui, que indicam a reputação da loja e fornecem outras informações, como: se a empresa entrega os produtos dentro do prazo programado, se responde as reclamações dos consumidores e resolvem o problema.

 

fonte: https://cutt.ly/zy3Muq8

Deixe seu comentário: